Tuesday, June 1, 2010

A queima da cana de açúcar - Você sabe porquê?

O porque da queima da cana-de-açúcar.


Nunca antes neste País, como gosta de dizer o Presidente Lula, se falou tanto em
canaviais, cana-de-açúcar, álcool, etanol, efeito estufa, aquecimento global, poluição,
trabalhadores, capital, usinas, usineiros, combustível, energia, etc. etc. etc.

Em evidência na mídia estão os canaviais, as plantações de cana, matéria prima para produção de etanol, e não se pode deixar de mencionar, a prática milenar de queima da cana-de-açúcar para colheita e o trabalho escravo.

Apesar de algumas indústrias estarem mecanizando a colheita, a grande maioria das fazendas por este imenso Brasil ainda usam a prática da queima da cana imediatamente antes da colheita.

Algumas particularidades das plantações de cana-de-açúcar:
  • É uma prática altamente impactante apara o meio ambiente quanto as emissões de CO­­2 , poluição do solo e poluição da água
  • Trabalho em condições sub-humanas – e porque não dizer trabalho escravo?
  • Mudanças no modo produtivo dos municípios através da monocultura
  • Concentração da posse da terra e formação de grandes monopólios
  • Redução da biodiversidade pelo desmatamento e desequilíbrio ecológico
  • Geração de resíduos extremamente poluidores, como a vinhaça e torta de filtros
  • Uso intensivo de fertilizantes e de agrotóxicos tipo Roundup (herbicida)
  • Na queima, libera além de CO2 outros poluentes – hidrocarbonetos aromáticos policíclicos (HAPs) ou fuligem – compostos cancerígenos, ozônio e outros produtos orgânicos

 Apesar do discurso contrário, a prática da queima da cana de açúcar favorece apenas aos produtores e ao agronegócio, é improvável que 80.000 trabalhadores cortadores de cana ficassem sem emprego caso não fosse mais queimada visto não existirem financiamentos e máquinas suficientes para substituí-los.

O LUCRO seria diminuído, pois com a queda da produção na colheita da cana sem queimar, seriam necessários equipamentos de proteção, salários justos e um contingente muito maior de pessoas a serem contratados.

Tudo feito em nome da produtividade e do lucro imediato!


2 comments:

Antonio Froilano said...

Concordo integralmente com o que foi escrito . Além disso alerto para uma prática crescente : A queima prévia da cana para corte automático . Por incrível que pareça as usinas , mesmo com o corte sendo feito por máquinas, continuam queimando para facilitar o corte e reduzir os custos de transporte . E a fiscalização do Estado não se manifesta e concorda por omissão ....

Zara said...

Obrigada pela sua contribuição, Antonio!!
A omissão é favorecida pelas políticas públicas atuais. Com as eleições próximas, espero que algumas luzes se acendam....